sábado, setembro 11

POSH TURNLOCKS: TENDÊNCIA RESSURGE E PROMETE CHEGAR ÀS RUAS. ALGO FAMILIAR??





QUEM NÃO LEMBRA DA MODA POCHETTE?




É muito interessante observar as tendências e criações da moda, mesmo quando o que está "in" não corresponde ao que "in"trará em nosso armário. Sou adepta e militante da versão "moda com personalidade". A moda não define meu gosto. A minha personalidade e originalidade serão, de certa forma, "expostas" através das roupas e acessórios que irei utilizar. Nesse diapasão, a "moda", em minha vida íntima, serve como uma ferramenta essencial para exteriorizar de forma correta o que eu sou, o que não sou e o que pretendo ser, para àqueles que passarem por mim . Isso não quer dizer que a roupa tenha que expor cada pensamento, atitude, vivência e temperamento da pessoa, mas tão somente, que filtre de forma eficaz a mensagem "subliminar" armazenada em cada um de nós, seja no dia a dia, no trabalho ou na balada.

 

Um dos meus filme prediletos de todos os tempos é "Grease- Nos tempos da Brilhantina". Tudo no filme me encanta, desde as músicas, o enredo "bobo", as roupas, até (principalmente) as danças. Contudo, nunca concordei com o final. 


Quando pequena, lembro de ficar arrasada por achar que a Olivia Newton Jones não terminava com John Travolta. Não reconhecia a mulher de preto, com o cabelo black power versão loira laquê, maquiagem pesada e fumante, como sendo a doce e meiga Sandy, por quem o personagem de Travolta havia se apaixonado. Aquilo pra mim era como se fosse uma traição dele. Não entendia como a mocinha não terminava com o mocinho no fim da história. 




Algum tempo depois, quando assisti novamente ao filme, com uma idade mais avançada, levei um susto quando, no fim, percebi que a mulher de preto, com estilo "cachorrona" e que havia "roubado" o final feliz do casal perfeito da história, era a própria Sandy, mas transformada dos pés a cabeça, para ficar com seu grande amor.


É interessante, porque no desfecho da história, também ocorre a "modificação" do personagem de John Travolta, para agradar a amada. Ele veste uma sweater de esportista com a logo do colégio, no intuito de demonstrar a todos que não era mais um "bad boy". Mesmo com um casaco novo, o que ele consegue demonstrar é o verdadeiro sentimento por Sandy, ao ponto de moldar algumas de suas características conflitantes, para que pudessem ficar juntos. Mas em nenhum momento sequer, o personagem perde sua característica. 


Fica nítido que o casaco não é uma mudança de estilo, mas uma forma "cute" de provar seu sentimento. Afinal, era só um sweater vermelho e branco que vestia por cima de uma calça e camisa pretas, com o cabelo ainda cheio de brilhantina, definindo o verdadeiro personagem da história. 




No caso da Sandy, sua mudança é o oposto. Ela TRANSFORMA-SE e acaba perdendo a identidade da personagem que fez com que Danny se apaixonasse desde o princípio. A nova Sandy não possui traço algum de meiguice, ingenuidade, beleza natural e romantismo de garota. Ao contrário, apesar de linda na roupa preta que colava até seu útero, a nova Sandy, poderia ser garota propaganda junto com a Paris Hilton, da cerveja "Devassa".


Perder a identidade não é seguir uma moda e muito menos forma de provar seu amor para alguém. 




O que pretendo expressar através dessa breve introdução é a verdadeira função que a moda deve exercer em nossas vidas. Não existe ditadura da moda. E caso venha a existir, esta deve ser ditada singularmente, por cada indivíduo expondo seu estilo e personalidade através dela. Vestir, em primeiro lugar, sua personalidade e identidade, para que a composição "caia" bem em você. Caso contrário, do que adianta?


O melhor aspecto da moda e o que mais me instiga, é observar, dia após dia, a forma pela qual ela reiventa-se e desenha seu alcance a todo um universo segmentado que não pode fugir de sua influência, por mais que acredite que o faça. Esse é o objetivo de cada post, cada publicação. Retratar o quão camaleônica e envolvente a moda se faz em nossas vidas, e como isso nos reflete. Ela existe para todos e como um todo. Fazer o melhor de seu uso, é permitir que ela reflita quem você é o que você pretende refletir através dela.

Ontem, conversando com uma amiga sobre esse revival de anos 80, 90, 70, 60...enfim, retô, vintage e clássico e ploc; comentei que daqui a pouco a próxima onda seria o retorno da pochette. Ela duvidou, e aqui está a prova "dos nove".

Marc Jacobs, Louis Viutton, DKNY, Miu Miu, Animalle, Gucci e Chanel são algumas das marcas que já exploram em sua coleções as "Posh Turnlocks" ou simplesmente "Turnlocks", nomenclatura bem mais Hippie Chic e Trendy do que "Pochette". 


Acho que a imagem que temos das pochetes são traumáticas! Por isso, quando ousamos a tocar no assunto, sempre ouvimos um "Cruz Credo, Deus que me livre e guarde!!!". Então, pra estimular um olhar mais imparcial e dinâmico de todas que lêem o blog, optei por chamá-las apenas de "Turnlocks", ok? ! 



Enfim...elas foram relançadas e para minha surpresa, nada têm a ver com os modelos que nos assombram...(inesquecível aquela preta de couro e cheia de zipper!!!).


Especialistas de moda afirmam que esse remake fará a "cintura" da mulherada. Será? Inegável o bom gosto de todas as marcas que já expuseram em suas coleções, modelos de Posh Turnlocks. Outro ponto impassível de discussão é a definitiva praticidade destes modelos, que facilitam por demais a vida de seus usuários. De fato, elas adequam-se ao perfil contemporâneo de quem vive correndo quando as 24hrs do dia já não são suficientes para nada. 


Portanto, DUAS palavrinhas bem mágicas, estas poche...quer dizer TURNLOCKS, garantem: PRATICIDADE E LEVEZA .



A origem do nome francês "Pochette", surgiu em 1880, a partir do molde de uma pequena bolsa usada, desenvolvida a partir de um bolso. Sua matéria prima oriunda de um pedaço retangular de tecido ou couro, preso a uma corrente ou cordão, fechando quando puxado, formando um franzido, criou a conhecida Pochette, acessório que apesar de ter saído de moda algumas "inúmeras" vezes, nunca deixou de ser observada no dia a dia daqueles que procuram praticidade acima de tudo!



Eis que seguem os modelitos que separei especialmente para vocês já irem se preparando. Confesso que me surpreendi positivamente com vários, mas, gosto não se discute! Cada um tem o seu! Elas podem ser utilizadas com correntes, cintos ou com as próprias alças escondidas em seu interior! Caso não queira na cintura, no problem! Use-a como handbag ou carteira. 







































































































































































































14 comentários:

mari disse...

ameiiii! seus posts estão arrebentando!

Isabella disse...

estou surpresa com as novidades do mundo fashion!!Agora to antenada em td!! leio cada post com o maior prazer!!! =)

Kika disse...

Há algum tempo as meninas do meio da dança, aquelas mais informais como o forró e o samba tem usado as cartucheiras femininas que são charmosinhas e mais bonitas que pochetes que sempre achei podre. As carticheiras são moderninhas mas dão um ar de simplicidade que eu adoro.
Recomendo o site da Ariana http://arcartucheiras.blogspot.com/ e lojinha virtual também http://www.elo7.com.br/arcartucheiras/

Espero que gostem porque não há nada pior que sair pra dançar forró e não ter onde por a bolsa! =(

@Isa._fashionlover disse...

Kra. sinceramente. achei uma fofura a maioria das pochetes!!
ps: descobri que tenho pochete em casa e nem sabiaaa!!!rssss

Clarinha disse...

Pochete não!!!!!!!!

@Priscilla_ilinha disse...

antes achava brega, mas gosteiii de varios modelos!!! so nao sei se terei coragem de usar!!!!! ahahahahah

Bruna disse...

Concordo plenamente contigo! Primeiro, parabéns pelo post! Muito legal mesmo! Hoje mesmo no blog, na postagen das estilosas comentei sobre o lance de ter estilo. Sei lá, parece que muitas meninas hoje querem usar o que está na moda independente de isso ter algo a ver com seu estilo. Acho estranho e ai fica todo mundo igual, com suas bolsas, sapatos, roupas, da moda.
Acredito que moda seja pegar a essencia do que vai usar e aplicar ao nosso estilo, aos nossos gostos.
E quanto à pochete! Po, é só colocar um logo da LV ou da Chanel que todo mundo passa a usar, independente de achar bonito ou não. Eu, particularmente não sou muito chegada não, mas confesso que tem uns modelinhos bem fofos e que são muito úteis..

Adorei!

Beijo!

lusendra disse...

Cartucheira e tudo de bom pra um sambinha..... Mas voce botou aqui otimas opoes pra uma balada mais chiquezinha....
O blog ta otimo Ro!
Mil beijos
Lu

@BIANICASTRO disse...

@BIANICASTRO9:31am via Web
@E_stilo Será que vou morder a língua...? Pq aquela pochete da LV é linda... kkkkkk Nunca diga Nunca! rsrsrs

@aguiar_pam disse...

@aguiar_pam Nov 07, 5:04pm via Web

@E_stilo apesar do preconceito com as pochetes, acho q se for moda, ela pode pegar sim. Se a moda dos clogs pegou, essa também pega xD

Jessica - BLOG MODA ON disse...

Não vou mentir. Tem umas lindas. Mas em mim sempre bate um medinho dessa moda pegar. É como as Clogs, um dia se NOSSA SENHORA CHANEL permitir eu consigo usar uma.

@blogmodaon

Anônimo disse...

Ηey! This is kinԁ of off toρic but I need somе hеlp
from an еstablished blog. Is it dіfficult to sеt up your
οwn blog? I'm not very techincal but I can figure things out pretty fast. I'm thinking abоut sеtting up my oωn but I'm not sure where to start. Do you have any points or suggestions? Many thanks

my web blog ... Http://www.fratellialfronte.com/modules.Php?name=Your_Account&op=userinfo&username=GabrielFul

Anônimo disse...

Vеry sоοn this web pagе wіll be
famouѕ amоng аll blog vieωerѕ, due to it's pleasant articles

Feel free to visit my site Simply Click The Up Coming Website

Anônimo disse...

http://prixviagrageneriquefrance.net/ prix viagra
http://commanderviagragenerique.net/ viagra generique
http://viagracomprargenericoespana.net/ viagra
http://acquistareviagragenericoitalia.net/ prezzo viagra

Related Posts with Thumbnails